quarta-feira, 1 de junho de 2016

V.A. "Banguela Hits - O último dente" (Warner, 1995)


                     Em 1993/94, depois da “derrocada” do rock brasileiro dos anos 80 e do estouro da Axé Music, Lambada e outras modas, havia muita banda nova de rock no Brasil, que em nada emulavam o rock que se popularizou na década anterior. 

                       Festivais independentes (Juntatribo, BHRIF, BIG e National Garage) e gravadoras independentes (Tinitus, Radical, Rockit!, dentre outras) davam conta de divulgar o novo cenário do rock brasileiro e fomentavam uma cena que começou a acreditar na vida além underground. As revistas especializadas em música apostavam nas novas bandas e o Banguela surgiu com esta proposta, lançar parte do bom material espalhado pelo Brasil. 

                Logo no primeiro lançamento do selo, em 1994, o homônimo disco do Raimundos, banda e selo se deram bem. O álbum (lançado nos formatos LP, CD e K7) em pouco tempo vendeu 100 mil cópias e alavancou as produções do selo. Ainda no ano de 1994 o Banguela lançou também os primeiros registros do mundo livre s/a e Little Quail & The Mad Birds.

                          Não é necessário afirmar que nenhum dos outros lançamentos foi páreo de vendagem em comparação ao “Raimundos”, entretanto, isso envolve outros fatores, tais como, divulgação, distribuição, aparição em TV, rádio e outras mídias, além da aceitação do gosto popular.
Revista Rock Press, edição 01

                      O Banguela lançou ótimos registros, mas não trabalhava os mesmos depois de lançados, com exceção do disco do Raimundos, todos os outros ficaram apenas em sua tiragem inicial de 3 mil cópias, saíram de catálogo em pouco tempo. Sem vendagens expressivas o selo encerrou atividades no seu segundo ano de vida.

                     "Banguela Hits - O último dente" saiu depois que o Banguela fechou as portas. A coletânea foi uma iniciativa da Warner, que distribuía os discos do selo, que organizou uma seleção com sete bandas que deixaram seus primeiros álbuns completos dentro do catálogo do Banguela. Cada banda foi contemplada com três músicas, com exceção à Graforreia Xilamônica que entrou aqui apenas com duas canções. É um bom trabalho, mas não conseguiu dar conta da abrangência de sons e estilos que o selo publicou. 

                      O Banguela saiu de catálogo para entrar pra história. Ganhou documentário em 2015, o “Sem dentes”, e hoje tem seus discos reavaliados dentro da importância musical dos 90’s.

                        Quer ouvir? Download aqui! 
                        Também disponível no Youtube!

6 comentários:

  1. Chave de decodificação:
    !VKmq6VqJ3MIvY25LMQk6skY4nHxxbvZGDbU-CEcSQVk

    ResponderExcluir
  2. sensacional, eu tenho este CD.... mas hoje deu uma vontade de ouvir, e ele esta guardado não sei aonde......

    ResponderExcluir
  3. Achei esse CD há uns 10 anos num daqueles sacolões de promoção no centro de Recife. Como não tenho o cd da graforreia (o cara da Baratos afins pediu 180 reais nele quando fui lá), é o único registro em CD que tenho da banda.

    ResponderExcluir
  4. Um dos melhores documentários sobre esta época, obrigado plea disponibilidade desse cd

    ResponderExcluir
  5. Ever wanted to get free Google+ Circles?
    Did you know you can get them AUTOMATICALLY AND TOTALLY FOR FREE by using Like 4 Like?

    ResponderExcluir