terça-feira, 7 de junho de 2016

Adão Dãxalebaradã "Escolástica" (Ambulante Discos, 2003)


               No filme "Cidade de Deus" uma cena apresenta um guia espiritual batizando Dadinho com seu novo nome, Zé Pequeno. Essa é a cena mais conhecida de Adão dos Santos Tiago (1955-2004), mas Adão teve muitas outras atividades além de ator de poucas cenas. 
              De passagens pelo tráfico às atividades sociais, da prisão ao pacifismo, com espaço para a música e composição. Conta-se mais de quinhentas canções compostas por Adão, poucas gravações, sendo que algumas estão registradas somente em vídeo, como as presentes no documentário "Adão ou Somos Todos Filhos da Terra", de 1998.

                  Outra parte das músicas, primeiramente acompanhadas somente pela voz e o atabaque de Adão, está no álbum "Escolástica", lançado pouco antes da morte de Adão Dãxalebaradã, nome de origem iorubá que significa "princípio, meio e fim". Trata-se de uma produção esmerada de Antonio Pinto, que ficara cativado quando visitou o barraco de Adão no Morro do Cantagalo, no Rio de Janeiro. Um ponto de encontro entre o Brasil e a África.

                 A África é um tema recorrente e a musicalidade do álbum também transita pelos sons do velho continente, com passagens pelo rap, reggae e outros arranjos com harmonias suaves e por vezes melancólicas, incluindo até a sertaneja "Vida curta". 
     
                  "Armas & paz" abre o disco com mensagem pacifista e anti-bélica, o que gerou uma "antipatia" com traficantes da comunidade de Adão, a divisão rítmica da métrica aponta para os raps próprios do funk carioca, mas música foge das batidas convencionais do funk carioca ao oferecer um recheio rico de programações eletrônicas, guitarras limpas e mixagem dub, o que aparece em boa parte do disco.

              A sequência, "África", carrega um pouco do banzo e olha com saudade e tristeza para as origens negras. O reggae "Computador" traz mensagem solidária aos marginalizados, personagens caros aos versos de Adão, tais como proletariados explorados, favelados, negros e crianças de rua, personificados também na letra que dá título ao único disco de Dãxalebaradã, "Escolástica".

                  O material do álbum foi reunido em sessões separadas, numa delas Adão gravou as vozes em estúdio. O produtor Antonio Pinto se encarregou de montar a banda de Adão a partir das gravações das vozes, um trabalho que levou bastante tempo, mas que teve colaborações importantes, como Rappin' Hood, em "Deus é um negrão", e Céu, em "Xirê", por exemplo. Além das 11 canções, o CD traz mais dois remixes, "Vida curta", por DJ Periférico, e "Armas & paz", com o DJ Camilo Rocha e DJ Yah!


                 O disco é como uma pesquisa etnográfica-social. Apresenta valores culturais afro-brasileiros, como a Umbanda e Candomblé, presentes também na pesquisa de timbres, sons e na inserção por gêneros negros e mundiais da música.

                Quer ouvir? Download aqui! 
                Chave de Decodificação: !25Vu8z_DtutPCSNu7kE9ioErIEys3xJS0F1tytK5hy4
                Também disponível no Youtube!

Um comentário:

  1. Are you looking for free Instagram Followers?
    Did you know you can get them ON AUTOPILOT AND ABSOLUTELY FOR FREE by registering on Like 4 Like?

    ResponderExcluir