sexta-feira, 6 de novembro de 2015

Smack "Ao vivo no Mosh" (Baratos Afins, 1985)


             O Smack surgiu em 1983, do contanto entre Sandra Coutinho e Pamps (1953-2015). Os dois acompanhavam a cantora paulista Eliete Negreiros, Sandra no teclado e Pamps no baixo, quando Pamps mostrou algumas composições e linhas de baixo para Sandra, que já tocava na Mercenárias. Completou a formação o guitarrista Edgard Scandurra, que na época se dividia em pelo menos outras três bandas na capital paulista.

           Assim, o Smack começou a ensaiar com diversos bateristas, até fechar com Thomas Pappon, que também empunhava suas baquetas no Voluntários da Pátria e ensaiava a existência do Fellini. Com a proximidade do lançamento do disco do Voluntários da Pátria, Thomas ameaçou deixar a bateria para se dedicar somente ao Voluntários. Isso fez com que a banda entrasse em estúdio para registar o repertório composto por Pamps antes que a banda entrasse num intervalo.

        O Smack entrou no estúdio Mosh e gravou as 10 canções ao vivo. A ideia inicial era gravar um show, mas a falta de recursos financeiros para bancar uma gravação inviabilizou a oportunidade da banda registrar a aura cult que já rondava o Smack desde o início. Sendo assim, decidem gravar ao vivo no estúdio. 

Bizz, ed. 04, novembro de 1985
         Do Mosh saíram com uma fita demo que foi apresentada ao Luiz Calanca, da Baratos Afins, que aceitou em lançar um produto já acabado. O LP saiu no ano seguinte à gravação. Um disco em 45 rpm que acrescentou mais um item ao catálogo do selo que apresentou a grande maioria dos LPs de bandas independentes do pós-punk paulistano.

         O disco foi super bem recebido e as composições caíram no gosto da mídia especializada, que em SP era formada por muita gente que também se dividia entre bandas pós-punks. Contudo, o disco também caiu na mídia internacional. Na coluna Undeground da revista norte-americana Spin, o Smack foi citado elogiosamente, assim como boa parte da fauna obscura de SP.

         Thomas não saiu da banda, como havia ameaçado, mas Edgard Scandurra sim, e com isso o Smack se tornou um trio e registrou um novo disco antes de encerrar atividades para voltar em ocasiões especiais mais de 15 anos depoisEm 2008 registaram um terceiro disco, um EP, com a formação original.

            Quer ouvir? Download aqui!

Um comentário:

  1. Clássico!!! Tive a oportunidade de ouvi-lo assim que foi lançado! Fiquei impressionado com o que ouvi! A primeira que bateu forte foi Mediocridade Afinal, cantada com muita raiva pela Sandra! Um disco único na discografia brasileira!

    ResponderExcluir