segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Flu “No Flu do Mundo” (YB Music/Selo Instituto, 2003)


O segundo disco de Flávio Santos, mais conhecido como Flu, segue a linha iniciada com “... e a alegria continua” (Matraca/Trama, 1999) de trazer experimentos sonoros essencialmente instrumentais nos quais o baixista do DeFalla domina vários instrumentos e assina a produção das canções com convidados.

Em “No Flu do mundo” são 13 canções inéditas, a maioria de autoria própria, gravadas entre Porto Alegre e São Paulo - na capital paulista com o auxílio do coletivo Instituto -, participam também o rapper De Leve, o veterano produtor de música eletrônica Paulo Beto (aka Anvil FX), o ex-guitarrista de DeFalla 4nazzo, e outros. Os destaques ficam para as instrumentais e viajantes “Cidra e cigarrinho”, “Madrecita” e “Rei do mundo”, autoria de Tonho Crocco na voz de Flu. Um trabalho de música eletrônica, mas carregado de referências da MPB, de samba e bossa nova, ouça a sequência “Também” e “A vez do Brasil”.


O álbum foi lançado pelo selo paulistano YBrazil Music e produzido por Flu mais o coletivo Instituto. O projeto gráfico é muito legal, encarte recheado com ilustrações de Allan Sieber, traz informações sobre todas as faixas e ficha técnica.

Quer ouvir? Download aqui!



Um comentário:

  1. I got my first electronic cigarette kit at VaporFi, and I love it very much.

    ResponderExcluir