quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

A Grande Trepada (Big Trep) "Meia-Noite Insana" (Independente, 2003)



              "Meia-noite insana" é 3º disco de uma das mais tradicionais bandas do psychobilly e rockabilly brasileiro, A Grande Trepada, ou, para os íntimos, Big Trep.

      O álbum traz 15 canções e apesar de ser de uma banda notadamente psychorock'a'billy, também abre espaço para flertes com surf music e ritmos rápidos e dançantes. O disco abre psychobilly com “Rockabilly Zumbi”, “Meia-noite insana” (com gritos de Ana Bandarra) e “Poção 13 do amor”, segue mais dançante em “Céu negro”, “Trem” e “Quando o gato sai de férias”, esta última mais surf music e também uma das melhores do álbum. O neo-rockabilly aparece em “Rainha dos corações”, “Entre a porta e o chicote” e “No espelho o bobo da corte”.

            Há também novas versões para “Rockterapia” do mestre do neo rockabilly brasileiro Eddy Teddy, “Janie Jones”, saída do primeiro álbum do The Clash (sempre é bom ouvir versões rockabilly para canções do The Clash!), “Teenage depression” clássico ‘pub rock’ do Eddie & The Hot Rods, e “Missão impossível”, versão em português para a canção do Batmobile.

         Produzido e lançado pela própria banda (leia-se Eduardo ‘Eddie Bopper’ Garcia e Maurício ‘Mauk’ Garcia) “Meia noite insana” tem projeto gráfico simples e eficiente, traz ficha técnica letras e ilustrações de Eddie Bopper, inclusive para a capa na qual o trio aparece como zumbi perdidos numa noite insana.


          O fato de não haver uma divulgação nacional dos lançamentos do estilo faz com que os lançamentos do psychobilly nacional sejam pouco conhecidos, a distribuição também fica limitada e somente as pessoas que acompanham o cenário psychobilly conhecem ou tem acesso aos discos. Com os álbuns d’A grande Trepada não é diferente, mas alguns podem ser adquiridos com a banda em seus shows. Se aparecer algum aí por perto, não perca!

           Quer ouvir? Download aqui!

Nenhum comentário:

Postar um comentário