quinta-feira, 19 de julho de 2012

V.A. "Tinitus #2" (Tinitus, 1994)



             A coletânea "#2" segue um projeto criado pela Tinitus em que cada série de lançamentos receberia uma coletânea que antecederia e apresentasse o trabalho dos artistas, que viriam em seguida com discos individuais. Foi assim com as 5 bandas do LP "Tinitus #1" que novamente surgem neste CD, somadas a mais 7 bandas contratadas, todas com a promessa de editarem seus trabalhos individuais pelo selo independente.

            Os mineiros do Virna Lisi, uma revelação da época, abrem o álbum com uma boa regravação de "Eu quero essa mulher" de Monsueto, mais conhecida na gravação do Caetano Veloso. Segue com o "hit" reggae-raggamuffin' do Nomad em "Quatro letras", autoria de Junior Blau, recém falecido em 1994, chegou a ser bem executada nas rádios. Os paulistanos do Yo-Ho Delic, considerados os maiores vendedores da Tinitus, com shows imperdíveis e vídeo-clipe de animação premiado pela MTV Brasil, apresentam "Kraziod". Nasi e os Irmãos do Blues, excelente projeto do vocalista do Ira! em época de vacas magras para o rock brasileiro dos anos 80, regravam "Sofre", de Tim Maia. 

        Anarchy Solid Sound representam o punk/hardcore com letras em inglês em "Corrosion of Conformity", um hit do underground nos palcos do fantástico Garage. Worubu com "Essa menina", vencedora do prêmio "A Pior Letra de uma Coletânea", prêmio criado pelo Disco Furado. Temperamental traz experimentos de estúdio por Lívio Tragtenberg, aqui com voz e letra de Décio Pignatari, poesia concreta e vanguarda em "Interesse". Da Baixada Fluminense vem o Bel com "Juramento de morte", reggae de uma banda que revelou um novo vocalista para o Cidade Negra e que vendeu muitos discos com uma música em homenagem ao jogador de futebol Romário (?!). Os curitibanos do Beijo Aa Força, que também tiveram boa repercussão de seu LP de estréia, fazem "Grau de periculosidade". 

            Os veteranos do Premeditando o Breque surgem em nova empreitada fonográfica com a canção "O trabalho", samba paulista de letra hilária gravado ao vivo, daquele jeito inevitável do Premê. O Karnak aparece em disco pela primeira vez com "Candelar'a" e já dão dicas da grande estréia que fariam no ano seguinte, A surf music de má procedência dos gaúchos do Off The Wall encerra o disco com "Summer Party Chicks".

               Como este projeto não seguiu a risca a proposta inicial, Temperamental e Premeditando o Breque não gravaram discos pela Tinitus. Yo-Ho Delic e Beijo Aa Força não editaram mais discos seguintes, no primeiro caso não houve um segundo álbum. A Tinitus continuou o projeto e ainda fez outras duas coletâneas semelhantes, porém, com fins promocionais.

                A capa de "Tinitus #2" é obra do ilustrador Macarrão, assim como as imagens ao lado. Macarrão trabalhou como free-lancer na revista Bizz e foi o criador da empresa Estação Manda, que fez o premiado vídeo-clipe do Yo Ho Delic, "Brazil banana samba". Esta capa foi o seu último trabalho. Macarrão suicidou-se aos 29 anos em setembro de 1993 e "Tinitus #2" presta uma homenagem ao seu ilustrador.

               Quer ouvir? Download aqui!


Um comentário:

  1. There is SHOCKING news in the sports betting industry.

    It has been said that any bettor needs to see this,

    Watch this now or stop placing bets on sports...

    Sports Cash System - Advanced Sports Betting Software.

    ResponderExcluir